08/05/2016

Instax Mini 8 || Tech


No final de 2014 encontrei o que seria a única prova de que existiu uma polaroid aqui em casa. Mas como a minha memória não seria prova suficiente, ao menos tenho agora uma física guardada... A minha cara de bolacha quando tinha possivelmente quatro anos. Ao que que parece (assim diz a minha mãe) um dos meus tios trouxe uma máquina polaroid da Alemanha, e essa minha memória é (em criança) estar na rua à porta de casa e ver a minha irmã fotografar algo, e sair aquele papel preto da máquina que se abanava para revelar.

Hoje não sei o que é feito da máquina, mas quando soube que estas maquinetas estavam a voltar fiquei contente. ^^



A carinha de quem gostava que lhe tirassem fotos... Nem por isso.
Estou sempre a dizer que tenho de imprimir as minhas fotos, mas a verdade é que a preguiça é mais junta que a areia. Não vou a lado nenhum, não me dou ao trabalho de escolher, falo falo mas não faço nada. 

Esta era "digital" comprometeu o uso de álbuns fotográficos e tudo ficou pelos discos externos. Mas sabe bem dar uma olhada aos nossos velhos álbuns, e ver as memórias em papel. Já no computador não é a mesma coisa. Mais giro é o acto de passar as fotos pelo teu grupo de pessoas e/ou familiares e ver cada um reagir de uma forma diferente ao que está a ver. E como quero trazer de volta esse acto de mexer nas fotografias, guardá-las em álbuns, e sim quero o velho modelo da moldura branca, decidi deixar de adiar e dei uma irmã à Ellie

Andava namorando as Instax Mini da Fujifilm há já um bom tempo e depois foram aparecendo máquinas cada vez mais giras e com definições extra, mas para o que quero, a Instax Mini 8 enche-me as medidas. 


Ao preço da máquina, na Fnac encontrei um pack no qual trazia de oferta um álbum de fotografias. Como a máquina não trazia papel, tive de o comprar à parte. A máquina em si traz apenas uma fita para colocar no pulso, instruções e as pilhas. Duas pilhas AA. Comprei a branca, mas a vermelha e a azul eram outras versões que me deixaram um bocadinho indecisa. (Eram todas giras pá!)


O papel é que me "chocou" porque uma folhinha do tamanho de um cartão multibanco sai a 1,30€ por fotografia. Ou seja, paguei 13€ aprox. por um pack de 10 folhas. Tenho de procurar outro lugar, ou num site onde consiga packs com mais papel e a melhor preço, porque já estraguei papel e dói na carteira. Sim, a primeira foto saiu bem (e nem fui eu que tirei!), mas as seguintes experimentei na rua e a coisa correu para o torto. Ainda estou a tentar apanhar o jeito.

Agora em relação às funções da máquina:

Para a ligar basta pressionar o botão junto à lente, e a mesma sai como se fosse uma mola. Depois para a desligar é só empurrar novamente para trás.


- Depois nesta imagem abaixo; O nº1 é o botão de disparo. O nº2 é o flash, que dispara sempre. O nrº3 é o sensor de exposição, e ele indicar-vos-à qual a melhor definição a utilizar para o que pretendem fotografar. E essa indicação surgirá no nº4. Ou seja, irá acender uma luz laranja e terão de rodar a lente para que a marca circular coincida com a luz. (Neste caso está definida para fotos dentro de casa.) E a ranhura lá no topo é por onde sairá as fotografias.


- na segunda imagem: o nº1 é onde é inserido o papel. O cartucho está embalado num plástico prateado, retira-se esse plástico e coloca-se como assim vem. Se abrisse o cartucho queimava todo o papel devido à exposição de luz. Tem uma "pinta" amarela para ajudar na colocação - se coincidir com a marca amarela que está dentro da máquina é que ficou bem colocado. Mas verão isso dentro desta bolinha preta na tampa de abertura da máquina.  A primeira foto não conta pois sairá uma folha preta que é a película de protecção do cartucho. Depois de termos colocado o cartucho não podemos abrir a máquina novamente, é necessário terminar o mesmo antes de o remover. O nº2 é o visor da máquina, e o nº3 é o contador de slides disponíveis.


Assim que tiramos a foto ouve-se a máquina a revelar e ficamos com aquela folia no corpo de ver a foto sair. É mesmo giro! A foto leva uns minutos a revelar, e NÃO SE ABANA COMO AS POLAROIDS (o que é uma pena ^^)! Nesta foto (que foi o primeiro teste e foi a mãe a tirar) nota-se o flash claro, mas podemos ver que a Lua ficou fantástica. ^^


Esta menina servirá para momentos em que vale a pena uma prova física para mais tarde recordar! Mas momentos esses onde já faço contas usá-la, porque ela implica usar uma mala média para a poder transportar (mais as minhas coisas). Ela não é pesada, mas ocupa quase tanto espaço como a minha DSLR, o que não é muito prático.

Nesse caso se quiserem uma máquina mais pequena, podem sempre dar uma olhadela às Instax Mini 90 e 70 que sempre são um bocadinho mais "magrinhas", ou então a Polaroid Snap. ^^

podem encontrar-me aqui:

13 comentários:

  1. Adorei o post! Sempre quis uma máquina dessas mas sempre ouvi reclamações quanto ao preço dos "papeis" por isso nunca arrisquei. Mas, estou quase a fazer anos e, quem sabe, não peça uma!

    http://mysteryandfashiongirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é mesmo esse, o preço do papel! Acho muito caro para a quantidade que vem. :/

      Eliminar
  2. Eu tive uma polaroid quando era pequena, foram os meus tios que me ofereceram, era uma edição especial das Spice Girls, um mostrengo enorme, mas adorava aquilo. E lembro-me que o papel também era muito caro na altura... não sei se voltava a investir numa coisa dessas

    ResponderEliminar
  3. Adorei o post minha querida, a review está super detalhada e só me aumentou ainda mais a vontade de ter uma instax!
    THE PINK ELEPHANT SHOE | FACEBOOK | INSTAGRAM |

    ResponderEliminar
  4. Adorava ter uma destas, mas confesso: 1,30€ por uma mini foto é coisa que me deixa os cabelos em pé :p já andei a ver polaroids old school - essas adorava MESMO ter - mas o problema das recargas é o mesmo...dammit! xD

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ui essas são outra história! Mas sim, o papel é que é o desmancha-prazeres. --"

      Eliminar
  5. Também tenho uma destas, mas da Kitty! Agora preciso de comprar um álbum desses para pôr as fotos.
    Olha, ia jurar que vi caixas de 10 fotos mais barato do que disseste na Fnac.

    Lena's Petals xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei qual é, a da Kitty é tão gira! :D Agora os albuns é que não sei onde haverá, mas o eBay tem coisas brutais, como papel com a moldura colorida, lentes/filtros para a máquina... :3

      Eliminar
  6. São tão fofas essas máquinas e desconhecia que essa se ligava dessa forma.:P O problema realmente é o preço das recargas, porque pegar nas fotos é sem dúvida outra experiência.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Há uns tempos também andava atrás duma máquina dessas, mas como as fotos saem tão caras acabei por desistir da ideia. Entretanto, decidi-me a comprar uma de rolo, mas ainda não encontrei uma que cumpra os requisitos monetários...

    É só mais um blog

    ResponderEliminar
  8. Desculpa vir cá comentar outra vez, mas fui hoje ao El Corte Inglês e vi uma caixa de 2 cartuchos, ou seja 20 fotos, a 15€. Penso ser um bom preço. (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brutal, isso assim é outra coisa. :D obrigada pela dica! (Agora preciso é de um El Corte Inglês por perto. XD)

      Eliminar