01/03/2016

#3


Sou aquilo a que se chama "sofredor por antecipação". Não é coisa bonita acreditem.

Se não estão a perceber o que quero dizer, eu passo a explicar:

Sabem aquela coisa do "e se isto", "e se aquilo" e "e se"?! Pronto, agora imaginem esta questão levada para o negativismo e repetida muito frequentemente no nosso dia-a-dia.

Uma coisa é de vez em quando isto surgir na cabeça até das pessoas mais optimistas, mas imaginem estes pensamentos seguidos de episódios criados na nossa cabeça onde tudo vai correr mal. Depois na realidade não sabemos agir caso corra bem ou não, fazemos tudo mal por falta de atenção, e pior... Perdemos o sono a pensar no dia de amanhã.

Se há por aí alguém que sofra disto, não estás só acredita. Sei o que isso é, e a única coisa que podemos fazer é tentar acalmar ou tentar mudar a nossa maneira de pensar - o que se torna uma batalha complicada, mas não será impossível de certeza. Eu andava (ainda ando) sempre com estes pensamentos, numa constante aflição, onde a espontaneidade ainda me dá alergias... Mas aos poucos estou a tentar mudar isso. Não sabia o porquê até que este ano, de sempre ouvir "ai que pessimista que és!" e a desatinarem comigo, lá se fizeram luzinhas na minha cabeça. E não pessoas, isto não sou eu a ser pessimista (tenho dias, é verdade), ou estou a ser realista, ou é esta "condição" a actuar.

Verdade seja dita que eu analiso tudo (inevitavelmente para os piores cenários), e procuro alternativas, mas o que acontece é nunca correr como quero/planeio, e depois lá vem a ansiedade e a cabeça aí deixa de funcionar...

podem encontrar-me aqui:

17 comentários:

  1. Não estás sozinha, sou muito assim! Dou por mim com o botão do "overthink" ligado 24h por dia. E há noite é do piorio... Até perco o sono...

    http://mysteryandfashiongirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Eu sou a pessoa mais pessimista que eu própria conheço mas acho que é mais por ter um medo enorme de sair desiludida das situações. Se penso que vai correr tudo mal então já não me desiludo se isso acontecer porque já estava preparada e mentalizada.

    Temos mesmo de tentar mudar a nossa mentalidade. Beijinhos,
    Style and Life by Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora cá está, a criação de expectativas é coisa tramada. Em demasia e sai tudo para o torto. Mas no fundo é algo inevitável, muitas ou não fazemos sempre isso. Temos mesmo de mudar a nossa maneira de ver as coisas. Beijinhos! :D

      Eliminar
  3. Acho que também sou uma sofredora assim :/

    ResponderEliminar
  4. Estamos as duas no mesmo barco. Penso tudo aquilo que me acontece ou vai acontecer a um extremo, analiso todas as opções. Tenho que começar a controlar mais esta ansiedade excessiva e let it flow.

    Marli, do My Own Anatomy ✫

    ResponderEliminar
  5. Tens que tentar ver o lado positivo da coisa! Eu também sou um bocadinho assim mas tento sempre evitar pensar muito nisso porque sinto que se pensar tão negativamente as coisas acabam mesmo por correr mal. Há que nos mantermos positivas!
    beijinhos <3
    The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  6. Somos duas. É horrivel. Antes era muito pessimista, mas com o tempo fui ganhando confiança e agora até me considero uma pessoa mais ou menos optimista, mas estás a ver aquela expressão de "quanto maior é o sonho maior é a queda"? Pois, quando tenho de fazer algo realmente importante e que significa este mundo e o outro para mim tudo ganha uma ENORME intensidade e tudo é vivido entre extremos. Ora tenho dias em que fico super ansiosa e aí não consigo fazer mesmo nada; fico completamente inútil até que alguém me chame à razão ora tenho dias em que sou invadida por uma fé imensa e agarro-me ao pensamento de que tudo irá correr bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A chave está aí mesmo, na confiança! E entendo perfeitamente o "viver entre extremos", os dias parecem loucos e autênticas novelas. Bjs

      Eliminar
  7. percebo completamente porque ha anos que sofro de anxiedade e ataques de panico (estes ultimos ja consigo manejar melhor) mas tou sempre no overthinking infelizmente lol.

    http://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já passei pela fase dos ataques de pânico, é horrivel, horrivel! Estar na rua e subitamente dar-te uma pancada para desatar a chorar no meio das pessoas. Oh well, isso já lá vai felizmente. :)

      Eliminar
  8. Também sou tendencialmente pessimista confesso e estou a tentar corrigir isso. Mas acho que não há mal nenhum em planearmos tudo (ou quase tudo) antecipadamente, desde que não nos deixemos afetar com o fracasso. Ser prevenido é (na minha opinião) uma qualidade :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Ui, como te entendo! Sofro exactamente do mesmo mal e é algo que tento travar assim que me apercebo do que estou a fazer, mas não é fácil... Sofro muito por antecedência e faço sempre mil planos para pôr em prática caso algo falhe ou corra mal. :P

    Joan of July

    ResponderEliminar
  10. I feel you... Se há coisas que odeio em mim, é mesmo isso. Sofrer por antecipação e os mil e um planos para caso corra algo mal. Enfim, acho que seria das coisas que mais depressa mudava em mim se pudesse!
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
  11. Percebo-te perfeitamente. Embora não seja muuuuito pessimista - e confesso, fico um bocadinho irritada quando quero fazer algo e tenho alguém assim ao meu lado eheh - tenho sempre receio q.b.. O meu truque para calar esses demónios é não deixar que saiam da boca para fora. O que tem que ser tem muita força, e olha, quanto mais vezes dizes uma coisa, mais te convences dela. Portanto, se não disseres, ajuda :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  12. eu não sei se isso acontece contigo também. mas eu acho que não é nem caso de ser pessimista ou realista. na verdade acho que é uma necessidade de estar preparada pra tudo e, consequentemente, a gente se pega pensando nas mil possibilidades (boas e ruins). o que gera níveis elevadíssimos de ansiedade. não é? como faz pra dormir mais tranquila e se preocupar menos? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, é mais ou menos isso que fazia/faço. Preparar-me mentalmente para tudo e mais alguma coisa.

      Já a parte do dormir, por acaso quando começo a ter aquelas ansiedades e que já sei que não vou dormir nada, tomo um copo de água ou de sumo com umas gotas de paciflora.:)

      Eliminar
    2. Tens toda a razão, é mais ou menos isso que fazia/faço. Preparar-me mentalmente para tudo e mais alguma coisa.

      Já a parte do dormir, por acaso quando começo a ter aquelas ansiedades e que já sei que não vou dormir nada, tomo um copo de água ou de sumo com umas gotas de paciflora.:)

      Eliminar