13/02/2016

#2

via Decordots
É este ano que reduzo o quarto ao mais minimalista que conseguir. (Ainda não foi hoje mas é este ano de certeza!) Já andei a pintar a mobília, mas arrumo e arrumo, e não consigo mantê-lo simples. Levei Janeiro em arrumações, a escolher coisas, mas ainda assim… Está difícil conseguir encontrar o equilíbrio dentro do meu espaço. (Sem falar dentro da minha cabeça.) Será assim tão difícil reduzir o quarto a um guarda-roupa e uma cama?!

Não é que acumule coisas, ou se calhar é - não sei, mas aquela coisa do “isto não está aqui a incomodar” ou o “isto ainda me vai fazer falta” está a atrapalhar-me os planos. Isto falando do que se encontra à vista, porque se for falar do guarda-roupa ou do que está dentro das gavetas "da tralha"…

Eu não quero, mas continuo apegada a coisas materiais.

podem encontrar-me aqui:

12 comentários:

  1. Eu também sou assim, apego-me demasiado aos bens materiais, acho que é uma coisa muito portuguesa. O truque é não pensar demasiado, simplesmente despachar o que não faz falta. Tu consegues!

    http://mysteryandfashiongirl.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Vou precisar de "desligar" e levar tudo pela frente. xD

      Eliminar
  2. Não és, de todo, a única a ter problemas com a arrumação do quarto! Tenta arrumar o que não queres que se veja em caixas, de forma a parecer mais organizado.

    Marli, do My Own Anatomy ✫

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa ideia, mas tenho de tentar livrar-me mesmo das coisas. Se não vou às caixas buscar. xD

      Eliminar
  3. Eu tambem estou nessa situação, quero livrar-me do que já não necessito e não uso, mas muitas vezes é complicado porque criamos uma certa dependência sentimental por certos objectos... Gostei muito do teu blogue! :)~

    http://10metrosdouniverso.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigadaaa! ^^ aí está! É o sentimento que tenho à maior parte das coisas.

      Eliminar
  4. Também estou muito isso! Bem queria deixa-lo mais minimalista, mas há coisas que é difícil desapegar :p
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
  5. Começa pelas coisas mais simples, por exemplo a roupa, agarras nas peças e pensas há quanto tempo não as vestes, se no ultimo ano inteiro não as vestiste das duas uma, ou tens tanta roupa que aquela peça não estava visivel e foi esquecida ou realmente não faz o teu estilo.
    Se achares que foi a primeira opção dá-lhe mais uma oportunidade mas com prazo de validade, algo como "se não vestir nos proximos 6 meses vou doar", se foi a segunda opção não penses muito no assunto e oferece a alguém.
    Depois de teres limpo o guarda roupa passa para outra coisa ligeiramente mais complicada e com coisas à vista e aqui pergunta-te se aquilo tem algum valor emocional para ti, se sim, qual, porquê e esse valor acrescenta boas lembranças ou más? se forem más, caixa de doações imediatamente,se forem boas mas for de um ex por exemplo, caixa p doar porque o caminho é em frente. Se te for algo indiferente, doar também. Procura o significado que as coisas tem para ti e tudo o que vires que nao tem grande significado (as tais coisas que apenas nao estao a incomodar) dá, deita fora, liberta-te. ;)

    http://omeumundoaleatorio.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu gosto muiiito de coisas materiais, mas também aprecio um decoração minimalista (sempre com uns detalhes de cor). Força nisso!

    ResponderEliminar
  7. Eu já fui muito apegada a bens materiais, eu fui me desapegando os poucos, hoje sou bem mais minimalista com as coisas, espero que consiga realizar sua meta! teu blog é lindo <3

    um beijo
    http://guitarrebel.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  8. Também gostava de ter menos tralha no quarto, mas é praticamente impossível, há coisas que simplesmente não consigo pôr noutros lugares. Mas um quarto completamente branco já dá logo um aspeto muito mais simples e desafogado :)

    ResponderEliminar